Embaixadas e Consulado do país vão participar no processo de atribuição de nacionalidade aos estrangeiros

São Tomé, 26 Jun (STP-Press)-Missões diplomáticas santomense no exterior poderão vir, em breve, associar-se aos trabalhos de ‘’regulação e atribuição’’ de nacionalidade santomense aos estrangeiros residentes em São Tomé e Príncipe antes da independência em 12 de Julho de 1975, soube – se hoje, na cidade de São Tomé.

A hipótese foi admitida, na capital santomense, pela Airidice de Carvalho, Coordenadora-chefe da unidade central de operações de regulação e atribuição de nacionalidade santomense aos cidadãos estrangeiros, serviços criado na Direcção Central de Registos e Notariado, quando falava, esta quinta-feira, em entrevista a televisão pública de São Tomé e Príncipe.
De acordo com essa responsável, ministério da Justiça e Direitos Humanos (entidade que tutela os serviços com mais adesão nos distritos de Lembá e Mé-Zochi), tem em curso expedientes junto do ministério dos Negócios Estrangeiros e Comunidades visando envolver as Embaixadas e Consulados do país no exterior no processo de regularização e concessão de nacionalidade santomense aos estrangeiros interessados e que residem actualmente fora de São Tomé e Príncipe.
De entre os serviços no exterior identificados para viabilizar esses expedientes, destaque para a Embaixadas e Consulados de São Tomé e Príncipe em Portugal, ‘’país onde actualmente algumas pessoas manifestaram a preocupação e interesse em ver resolvido esse problema’’, conforme adiantou a Coordenadora-chefe Airidice de Carvalho.
Por sua vez, Adelino Pires dos Santos, director-geral do Registo Central e Notariado, explicou a mesma emissora que atribuição de nacionalidade santomense não se limita aos cidadãos da Comunidade de Estados de Língua Portuguesa, mas sim, a todos estrangeiros residentes no país a data da independência.
A iniciativa que resulta de uma decisão do XVI governo presidido pelo primeiro – ministro Patrice Trovoada, que, teve inicio à 8 de Março deste ano, e que já beneficiou cerca de 1940 pessoas, deve terminar no dia 8 de Agosto do ano em curso.
 
Fim/MD

Deixe um comentário

Certifique-se que coloca as informações (*) requerido onde indicado. Código HTML não é permitido.

Nossa Localização

Avenida Marginal 12 de Julho, Edificio Ministério dos Negócios Estrangeiros e Comunidades.

C.P. 101 - São Tomé, São Tomé e Príncipe

Visite-nos

Fale connosco

Par qualquer informação ou solicitação dos nossos serviços.

Fale connosco aqui

Liga-nos +239 222 2309

Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.